Insonia de terca…

Sei, muitas pessoas se entediam lendo livros, pois nao tem gosto para leitrura, e se comecarem a ler o livro para afastar a insonia, logico que vai voltar a dormir como se nada tivesse acontecido.

Mas eu nao sou assim…

Noite retrasada, de segunda para terca, eu fui dormir cedo, 10:30 em ponto, e logo cai no sono. Mas, PIMBA, no 1:30 da manha vem a maledeta da insonia… dai, ca com meus botoes, pensei, vou achar um livro para ler na internet, dai nao preciso acender a luz e leio na cama mesmo, no tablet (as vezes fico abestada com a minha ingenuidade).

Estava procurando o livro da Marie Kondo (vou fazer um post so falando sobre ela), dai encontrei uma sintese. Joia, belezinha! Comprei o livro por 2.5$, e fucei… Dai que eu encontro o livro Coming Clean, da Kim Challenge, produtora do blog The Kim Challenger.  

Bom, la fui eu ler a sinopse do livro, e PIMBA, Amei e adquiri a versao virtual, e pensei, vou ler um pouquinho, e ja que eh em inlges, povavelmente o tablet vai cair na minha cara – ou no chao, e eu caio no sono… Santa Ingenuidade, li tudo de uma tacada so, dando paradinhas para comer e ir ao banheiro. Aproveitei que era dia de faxineira, e apos ela limpar o segundo andar eu subi e deitei no sofa da saleta do mesanino, enrolada na coberta, e finalizei o livro as 3:40 da tarde…

Bom, mas agora vamos falar do conteudo e da profundidade desse livro, inclusive, sob o aspecto do impacto de acontecimentos na infancia que atormentam voce para o resto da vida.

Voila!

Kim nasceu numa familia constituida por um catolico nao praticante e uma judia, tambem nao praticante, tendo sido criada com muito amor e compreensao dos pais. Maaas… (sempre o tal do mas), o pai era um acumulador, e a casa era toda, todinha cheia das tralhas que ele encontrava no onibus M-15, de Nova Yorque, que ele era motorisa, ou tralhas encontradas na rua, panfletos mil e qualquer coisa que ele achasse interessante. Ele chegava em casa e colocava em sacos de Ziploc, para serem analisadas em algum momento, e deixava pra la.

A mae ja nao era assim, e ela se descontrolava em saber se alguem viria em sua casa ou nao, pois tinha que ajeitar, pelo menos onde o padre passa.

O que impactou na Kim? Que a desordem foi se transformando em desleixo, falta de higiene, procrastinacao e descaso na familia, e quando ela comecou a ver que as casas das pessoas que ela conhecia nao era daquele jeito, ela comecou a sonhar em ter um lugar organizado, quando tinha apenas 5 anos, quando comecou o Jardim de Infancia e teve contato com outras criancas.

Acontece, que quando ela ja estava mais velha, ela comecou a ter pesadelos com a infancia vivida naquela penuria, ao ponto de ter que procurar um tratamento e descobrir que o pai tinha Hoarding, que quer dizer acumulador em Portugues, que vem a ser causada por algum trauma sofrido na infancia e nao tratado.

A luta dela foi herculea, e ainda continua sendo, mas ela conseguiu, ao que parece, seguir em frente, apos a terapia e na catarse de escrever o livro.

Leitura recomendadissima.

Voltarei em breve.

Beijos mill!!!